884555

Por que fazer a análise de crédito em sua empresa?

A análise de crédito é um processo importante que garante a segurança financeira do seu negócio. 

Se a sua empresa trabalha com financiamentos e vendas parceladas, ter uma ferramenta que realize este tipo de consulta é essencial, pois assim é possível descobrir se o seu cliente é ou não um bom pagador. 

Para que uma análise de crédito possa ser concluída com sucesso, várias informações devem ser coletadas, entre elas, dados pessoais, renda, restrições no nome e cadastro positivo. Tudo isso, claro, com o consentimento do consumidor. 

Benefícios da análise de crédito

Ao analisar o crédito de seus clientes, você não só protege as finanças da sua empresa, bem como ajuda o seu negócio a crescer de maneira rápida e segura. 

Quando a análise de crédito faz parte da rotina do seu negócio, é possível reduzir os casos de inadimplência, monitorar os seus resultados de maneira mais eficiente e manter o seu fluxo de caixa mais organizado e previsível.

Por sua vez, quando a empresa ignora essa etapa do processo de venda, pode ser muito prejudicada. 

Ao conceder crédito a clientes que você não conhece, o risco de inadimplência aumenta. Muitas empresas chegam a falir por ter de arcar com as despesas de compradores que não pagam as suas dívidas.

O contrário também pode acontecer. Por receio e falta de informação, você deixa de oferecer opções de crédito a bons pagadores, afetando o seu fluxo de vendas e, consequentemente, o faturamento do seu negócio. 

A longo prazo, o aumento dos casos de inadimplência e a queda nas vendas diminuem a capacidade de crescimento e a sustentabilidade do seu negócio. 

 

Etapas da análise de crédito

No caso de pessoa física, o primeiro passo é solicitar os dados cadastrais, entre eles, nome completo, RG, CPF, telefone e e-mail de contato, além de comprovante de residência. 

Dependendo do valor do crédito oferecido ao cliente, solicitar um comprovante de renda também é importante, podendo ser o contracheque, o holerite ou uma cópia da declaração do imposto de renda. Lembre-se também de verificar se a empresa para a qual o cliente trabalha existe de verdade. 

Se existir mais de uma fonte de renda, também será necessário pedir informações. Todos estes dados serão levados em consideração na hora de determinar o valor e o limite do crédito que poderá ser concedido. 

O ideal é que as prestações a pagar não comprometam mais do que 30% da renda do cliente. 

 

Análise de restrições e de perfil 

Por meio dos órgãos de proteção e birôs de crédito, é possível verificar se o cliente conta com pendências de pagamento com outras empresas ou instituições financeiras. Basta ter o CPF do consumidor para fazer essa checagem. 

Os órgãos de proteção também são capazes de determinar o score de crédito do cliente, além do histórico de pagamentos para saber como é o seu relacionamento com o mercado. 

Análise de pessoa jurídica

No caso de empresas, outros dados financeiros deverão ser avaliados, entre eles, a proposta de crédito, o faturamento dos últimos meses, o resumo da situação de balanço e até mesmo o plano de negócios. Muitas informações também são fornecidas, ao se fornecer o CNPJ da empresa em análise. 

A tecnologia a seu favor

A análise de crédito conta com várias etapas e, a princípio, pode parecer trabalhosa. Felizmente, existem hoje diversas ferramentas que podem ajudar a tornar o processo mais simples e ágil. 

A 4KST trabalha com sistemas de automação e modelos preditivos personalizados para o seu negócio. Entre eles, o Credit Score Customizado e o 4KST Consulta, uma plataforma de consulta de crédito 100% on-line, ideal para pequenas e médias empresas. 

 

Para saber mais sobre os nossos serviços, entre em contato com a gente. Nós simplificamos o processo tecnológico para otimizar os seus resultados.